O apicultor Gelso Molon afirmou em entrevista à Rádio Spaço FM que o município está atrasado em relação à solução da morte de abelhas em Farroupilha. De acordo com Molon, há necessidade das entidades investirem mais pesquisas e análises para solucionar o problema.

O apicultor acredita que o custo alto das análises faz com que o criador de abelhas tenha receio de realizar esses serviços. “É importante os apicultores realizarem análises, mas esse preço não pode ficar a cargo das pessoas, tem a Emater e outras entidades que podem fazer”, contou.

Farroupilha está atrasada para tomar providências em relação a este problema. “Teríamos que ter feito muita coisa, ido atrás”, concluiu. Recentemente o apicultor Vandré dos Santos alertou que a mortandade de abelhas pode estar ligada a falta de informação de agricultores que utilizam agrotóxicos em suas plantações.

Conforme Santos, deve haver mais orientação por parte dos vendedores.

Ouça o àudio abaixo 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!