Foi prorrogado para 2021 o prazo para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NFE) pelo produtor rural. O anúncio ocorreu durante a assembleia geral na Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag), realizada no dia 6 de setembro, em Porto Alegre.

O prazo anterior era 1º de janeiro de 2020. Agora, os produtores tem um ano a mais para se adequarem às normas. A definição foi feita por auditores da Receita Estadual que estiveram presentes no evento para tratar sobre a implementação da Nota Fiscal Eletrônica. O presidente da Fetag, Carlos Joel da Silva sugeriu uma parceria entre a entidade e a Receita para que seja realizado um treinamento para que os sindicatos possam ajudar os agricultores a emitirem as notas, o que foi aceito na assembleia.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Farroupilha (Sintrafar), Márcio Ferrari, comentou sobre o assunto e destacou que houve coerência por parte do governo, já que muitas localidades ainda enfrentam grandes dificuldades pela falta de sinal de internet para a implementação do sistema e também o conhecimento prático de informática por parte de alguns produtores.

Confira no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!