O Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Farroupilha (Sintrafar) está apoiando o abaixo-assinado da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag) contra alguns pontos da Reforma da Previdência.

O presidente da entidade, Márcio Ferrari comentou que o documento pede a alteração de ao menos três itens. Um deles é manter a idade mínima para a aposentadoria da mulher agricultora em 55 anos. Outro é a retirada do Inss da constituição e o fim do benefício de prestação continuada.

Para Ferrari o sindicato e a federação não são contra o governo e a reforma, mas buscam um denominador comum para que aprovação não dificulte a vida dos agricultores. Ele também comentou que esta imposição do governo dificulta a aprovação do projeto e outras pautas seriam mais importantes do que a da previdência. “Eu acredito que Reforma Tributária seria mais essencial e mais importante do que a Reforma Previdenciária”, finalizou.

OUÇA A ENTREVISTA NO ÁUDIO ABAIXO

Áudios

Deixe o seu comentário!