O empresário Plínio Mioranza opinou sobre a retomada da economia no Brasil. Segundo ele, o impacto positivo no estado ainda é lento. Mioranza salienta que o RS é restritivo para o setor empresarial, enquanto outros estados são mais benevolentes em acolher empresas. “É muito difícil trabalhar no Rio Grande do Sul”, explica. Conforme o empresário, o carro chefe do momento é o setor agroindustrial. Ele destaca que seria necessário abrir as portas para o setor produtivo. Em relação à reforma trabalhista, ele ressalta que há muita dúvida e pouca certeza, pois ainda não está claro o que pode acontecer.

Confira a entrevista no áudio abaixo:

Áudios

Deixe o seu comentário!

Leia Também