O frio demorou a chegar neste ano e o setor malheiro, um dos principais para a economia de Farroupilha e região, foi o mais afetado por esta situação. O empresário do setor, Oscar Triches comentou sobre a falta de temperaturas baixas por tempo mais prolongado. Ele ainda explicou que as pequenas empresas estão perdendo, mas as grandes ainda conseguem manter o negócio pela estrutura.

Segundo Triches, julho foi o mês mais quente dos últimos 50 anos e isso acabou prejudicando as malharias. “Para o pessoal da pronta entrega, principalmente do tricot, o frio ajuda, porque mesmo com a crise econômica, as pessoas precisam se agasalhar”, contou.

Triches acredita que a economia irá melhorar a partir do segundo semestre, já que o inverno deste ano chegou tarde e atrapalhou os negócios. “Esse foi o pior invernos dos últimos 50 anos”, avaliou.  

Ouça a entrevista abaixo  

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!