O diretor do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (Ifrs) Campus Farroupilha, Leandro Lumbieri, comentou sobre o valor que o Ministério da Educação (MEC) disponibilizou para as instituições gaúchas na última segunda-feira, 30.

Lumbieri explicou que a instituição sediada em Farroupilha faz parte do Instituto Federal do Rio Grande do Sul, sendo que existem outros centros de formação com orçamentos distintos que ficam localizadas em Pelotas e Santa Maria.

A verba disponibilizada para a sede que fica em Bento Gonçalves foi de mais de R$ 8,4 milhões que serão divididos em 17 campus. De acordo com o diretor, Farroupilha irá receber R$ 300 mil para o pagamento de despesas. “A gente cumpre com nossos contratos até o final do ano”, comentou.

Durante a entrevista ele ressaltou que a verba destinada é metade do que foi contingenciado pelo governo no final de março deste ano. Ele afirmou que a instituição precisa de valores maiores para seguir atendendo os alunos nos setores de pesquisa.

Lumbieri contou que com os orçamentos dos últimos anos o instituto sempre priorizou o pagamento de contas e por falta de verbas deixou de investir nos laboratórios que estão há cerca de quatro anos sem receber melhorias. “O nosso laboratório de informática daqui a um ano e meio nós vamos ter que fechar”, enfatizou. Ele também relatou que os espaços para pesquisas das engenharias também estão defasados.

OUÇA A ENTREVISTA NO ÁUDIO

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!