A greve dos professores de escolas estaduais do Rio Grande do Sul durou 94 dias, sendo encerrada no início de dezembro passado. Para o professor e vereador de Caxias do Sul, Paulo Périco, a paralisação foi mais política do que realmente com a motivação do parcelamento de salários, o que aconteceu com todos os funcionários públicos. "A greve valeu só para criar transtorno para as famílias e para os estudantes", opinou. Ele ainda ressaltou que isso não trouxe nada para os professores e acarretou em prejuízo também em relação ao transporte dos alunos que agora precisam recuperar as aulas.
 
Confira a entrevista no áudio abaixo:
 

Áudios

Deixe o seu comentário!