As reformas trabalhistas e previdenciárias, propostas pelo governo federal, devem culminar com paralisação geral no Brasil. O protesto está marcado para esta sexta-feira, 28, e atingirá todas as categorias de trabalhadores. Em Farroupilha, os servidores públicos aderiram o movimento e irão paralisar algumas atividades. Servidores da prefeitura terão ponto facultativo das 7h30 às 9h, para participar da manifestação agendada para este horário. Os professores, tanto da rede estadual como municipal não comparecerão às escolas em virtude desse protesto. A secretária de Educação de Farroupilha, Elaine Giuliato, informou que esse dia será recuperado em 15 de julho, como já foi previamente acordado em reunião com os professores. Na rede particular, o Colégio Nossa Senhora de Lourdes também aderiu o movimento e não terá aula nesta sexta-feira. Confira abaixo as entrevistas com o secretário de Gestão e Desenvolvimento Humano, Vandré Fardin; com a secretária de Educação, Elaine Giuliato; e com a presidente do SISMUF, Beatriz Sosnoski. 

Áudios

Deixe o seu comentário!