O diretor do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) de Farroupilha, soldado Narciso Trevisol, comentou sobre o caso de crianças e adolescentes, que mesmo tendo realizado o Proerd, acabam se envolvendo com o uso e o tráfico de drogas.

Conforme Trevisol, a atenção da família com os jovens tem que ser redobrada porque muitos são atraídos pelos traficantes. Ele alertou os pais que se esquecem dos filhos e quando percebem já é tarde demais, além de ressaltar que os que se envolveram não tiveram acompanhamento e já estiveram envolvidos em outros casos. “Cada família vai estipular qual é o fator de risco que ela tem e criar seus fatores de proteção”, destacou.

O soltado salientou que quem tem que monitorar o discernimento das crianças e dos jovens é a família, a qual infelizmente não está preparada para toda a gama de informações que possuem. O diretor ainda comentou sobre o aumento de drogas nas pequenas cidades da região da serra. “Querem perder um pouco de tempo agora ou perder muito tempo depois?”, questionou.

Confira a entrevista abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!