O gerente geral do Banco do Brasil, de Farroupilha, Juliano Richter, alertou os clientes bancários para que fiquem atentos aos golpes eletrônicos. Richter salientou que os usuários não passem seus dados bancários para supostos funcionários de agências, já que esta prática não é utilizada pelos seus colaboradores.

Conforme Richter, muitas mensagens contêm links e se o cliente clicar, os cartões podem ser clonados. “O banco não envia SMS, de número de celular, se você receber contato é pelo número 4004 ou 001, no caso do Banco do Brasil. Os bancos nunca pedem sua senha”, aconselhou.  

Outro golpe é do motoboy, no qual a pessoa recebe uma ligação de um homem, afirmando ser um funcionário bancário e havia realizado o contato telefônico para cancelar operações que teriam sido feitas em seu nome.

O atendente afirma então que um motoboy iria até a sua casa, a fim de levar um documento, comprovando a compra e realizar o seu cancelamento. Desse modo, leva o cartão da vítima. Segundo o gerente, outra armadilha é a clonagem de sites de compra. Nesse caso, aparecem janelas pop-ups, oferecendo produtos ao internauta.

Quando ele clica nos sites realiza a compra, emite o boleto ou digita o número do cartão e quem recebe o pagamento é o criminoso. “Os bancos geralmente têm uma ferramenta chamada cartão virtual. É um cartão que tu cria só para aquela transação. Com isso você se protege, porque o cartão perde a validade”, explicou.  Em caso de dúvida, o cliente deve entrar em contato diretamente com seu banco.    

Ouça o áudio abaixo 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!