O prefeito do município de Planalto, no Norte do estado, Antonio Carlos Damin (PDT) está sendo investigado por estupro de vulnerável. O político teria oferecido R$ 1 mil a uma menina de 13 anos para fazer sexo com ele.

Conforme a Procuradoria de Prefeitos, Damin também marcou um encontro com os pais da menina para tentar convencê-los a retirar a representação. A 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça proibiu que o prefeito entre em contato com a vítima e os pais dela e determinou que ele mantenha distância mínima de 200 metros da família. Ele também não poderá sair da cidade sem autorização judicial.

Na manhã desta terça-feira, 15, o Ministério Público cumpre três mandados de busca e apreensão no gabinete do prefeito e em duas casas dele no intuito de verificar se ele possui fotos de outras meninas ou se cometeu o mesmo tipo de crime anteriormente. 

Deixe o seu comentário!