O secretário da Assistência Social, Miguel Ângelo de Souza confirmou no Panorama desta quinta-feira, a dificuldade e demora no encaminhamento do seguro desemprego. Hoje o cidadão que procurar o benefício terá de agendar atendimento para cerca de quarenta dias após a primeira visita à secretaria. Miguel Ângelo justifica a demora devido a grande demanda e a falta de profissionais para o atendimento. Por dia, a secretaria realiza em média 8 seguros, 30 atendimentos e 10 encaminhamentos para cursos e novos empregos, num período de 6 horas. O secretário afirma que em janeiro serão dois profissionais habilitados, e a expectativa é de reduzir em no máximo uma semana o encaminhamento do seguro.

 

Durante o Panorama, o secretário ainda passou informações sobre um curso profissionalizante que será ministrado em Farroupilha. Uma empresa de Canoas ganhou a licitação para o Pró-Jovem Trabalhador, e disponibilizará 400 vagas gratuitas para as oficinas que além dos benefícios pagam R$ 100 mensais ao estudante. As inscrições devem ser abertas na próxima semana.

 

Confira as entrevistas completas na galeria de áudios abaixo. 

Áudios

Deixe o seu comentário!