A comunidade escolar do bairro Imigrante foi ás ruas no começo da tarde desta segunda-feira para protestar contra a falta de estrutura da Escola Municipal Oscar Bertholdo. A secretaria de Obras e Trânsito realiza desde o mês passado uma obra que transfere os canos de esgoto que passavam embaixo da escola. A forte chuva da última quinta-feira fez acumular água na parte inferior do educandário e a limpeza ainda não foi totalmente realizada.

Segundo relato de alunos e professores, rachaduras nas salas de aulas já apareciam desde o inicio do ano. Um buraco ao lado da escola também foi registrado pela reportagem e após a limpeza da enxurrada é possível perceber um desnível no piso do porão. Preocupada com tal situação, secretaria da Educação e direção da escola transferiram as últimas quatro aulas restantes para o Salão Comunitário do bairro. A atitude revoltou alguns pais que chamaram a reportagem e realizaram protesto com faixas e apitos em frente a escola, na Rua Fridolino Althaus.

Os pais pediam obras imediatas e a antecipação das férias, já que cerca de 200 alunos estudam de forma improvisada em um salão comunitário. No local, abafado diante do forte calor, algumas crianças já passaram mal e os pais foram chamados. A secretária da Educação Elaine Giuliatto esteve no na Escola e orienta para que os pais de alunos já aprovados fiquem em casa. As aulas irão continuar até a sexta-feira.

 

Acompanhe toda a repercussão do fato ao longo da programação. 

Deixe o seu comentário!