Após mais de dois anos do acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, o Senado irá apoiar as famílias das vítimas. Uma audiência pública foi realizada nesta terça-feira, 18, em Brasília. O presidente da Comissão de Relações Exteriores, senador Nelson Trad (PSD-MS) afirmou que vai procurar o Itamaraty, o Ministério Público Federal (MPF) e a Advocacia-Geral da União (AGU) para intermediar contatos com autoridades ligadas à aviação civil da Colômbia e da Bolívia.

A intenção é contribuir para o esclarecimento das causas e responsabilidades do acidente. Na tragédia 71 pessoas morreram e seis sobreviveram.

De acordo com Paulo Gobatto, pai de uma das vítimas da tragédia, a comissão está buscando uma indenização de U$ 25 milhões para ser dividida entra as famílias de todas as vítimas. Contudo a proposta recebida pela Associação dos Familiares e Amigos das Vítimas do Voo da Chapecoense (Afav-c), foi de U$ 220 mil por vítima.

Ainda não existe prazo para as famílias receberem a indenização, pois o processo contra a LaMia corre na justiça boliviana, colombiana e americana.

Confira no áudio abaixo

Leia também

Vereador farroupilhense percorre Caminhos de Caravaggio com saída de Canela e destino à Farroupilha

PDT emite nota de esclarecimento sobre investigação envolvendo vereador

Raul Herpich afirma que patrimônio das cooperativas é cerca de R$ 100 milhões

Áudios

Deixe o seu comentário!