A Lei Geral de Proteção de Dados (Lgpd) sancionada em 9 de julho pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, entra em vigor em agosto do próximo ano.

Desta forma, empresas públicas e privadas têm pouco menos de um ano para regulamentar o uso de informações pessoais de funcionários e clientes. As instituições que não se adequarem a nova norma estarão sujeitas a pagar multas que podem chegar a R$ 50 milhões por infração.

Na prática, o dispositivo regula as atividades de tratamento de dados pessoais pelas organizações brasileiras e garante um maior controle dos cidadãos sobre suas informações privadas.

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Farroupilha promoveu na noite da quarta-feira, 8, uma palestra sobre o assunto, com o objetivo de orientar os associados e esclarecer dúvidas sobre o tema.

As palestrantes e advogadas Andrea Fattori, e Lisandra Stephanou comentaram sobre a importância da lei para o mercado e destacaram a responsabilidade de uma empresa com os dados pessoais de seus clientes.

Confira no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!