O médico radiologista Adair Penso, natural de Farroupilha, está sendo investigado por duplicar laudos de raio X e ressonância magnética no Hospital Tereza Ramos, em Lages, Santa Catarina. O golpe de superfaturamento fez com que Penso chegasse a receber até R$ 60 mil no mesmo no período em que os aparelhos estavam quebrados. 

Segundo um levantamento,  dos 41 meses investigados entre 2015 e 2018, o médico teria causado um prejuízo aproximado de R$ 180 mil à instituição de saúde do estado vizinho. A denúncia foi encaminhada ao secretário de Saúde, Célio Casagrande, em 6 de junho deste ano pela direção do hospital que constatou as fraudes do médico através da obtenção do relatório e prontuários dos pacientes. Penso acabou pedindo demissão.

 

Deixe o seu comentário!