O tesoureiro do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Farroupilha, o engenheiro agrônomo Adriano Callegari, comentou em entrevista sobre os rigores que as leis ambientais impõem, impedindo algumas ações dentro das propriedades na área rural. Conforme Adriano, o sindicato será sempre a favor da legalidade, mas existem casos em que deveria prevalecer o bom senso da fiscalização. Para ele as leis ambientais que regem em todo o país deveriam ser adequadas de acordo com a realidade de cada estado. Ele acredita que se tudo que for feito precisar seguir os rigores da lei, será impossível realizar algumas ações básicas dentro das propriedades, pois existem locais que não é permitido executar nem o descapoeiramento. “Se nós seguirmos rigorosamente as leis ambientais nós vamos ficar no meio do mato”, pontuou.

Confira a entrevista no áudio abaixo:

Áudios

Deixe o seu comentário!