A árvore histórica que ficava localizada na esquina das ruas Coronel Pena de Moraes com a Júlio de Castilhos foi cortada. A ação ocorreu nesta segunda-feira, 7, e gerou revolta da população nas redes sociais. As obras de revitalização devem durar mais de 60 dias até o asfaltamento do trecho da Rua Júlio de Castilhos entre as ruas 13 de maio e 3 de outubro.

A prefeitura divulgou uma nota de esclarecimento explicando que o corte foi feito visando a segurança de pedestres e automóveis. A árvore vinha sendo monitorada pela Secretaria de Meio Ambiente, mas estava em situação precária. A administração ainda ressaltou que ela foi podada pela empresa fornecedora de energia elétrica e já foi atingida diversas vezes em acidentes de trânsito. Além disso, a nota ainda destaca que as raízes estavam causando ondulações no asfalto, o que prejudicava a mobilidade urbana. O canteiro deve ser reconstruído e uma nova árvore será plantada no local.

Confira a nota de esclarecimento na íntegra:

A Prefeitura Municipal de Farroupilha vem a público esclarecer as circunstâncias que culminaram na supressão da árvore Timbaúva localizada na rua Júlio de Castilhos, na manhã desta segunda-feira, dia 7 de maio de 2018. Além do projeto de revitalização do centro da cidade, foram levadas em consideração a segurança de pedestres e automóveis e as condições da própria árvore.

A Administração Municipal, por meio da Secretaria de Meio Ambiente de Farroupilha vinha, há alguns anos, monitorando a saúde da árvore e suas condições fitossanitárias (físicas e estruturais), que estavam precárias, representando riscos à comunidade.

Devido à uma poda radical realizada pela companhia de energia elétrica, e também por conta de inúmeros acidentes de trânsito no local que atingiram a planta ao longo dos anos, ela sofreu graves danos em sua estrutura, ocasionando problemas no fluxo de seiva e, com isso, o enfraquecimento, o ressecamento e a queda de seus galhos (inclusive, quase ocorreu um acidente com um pedestre há pouco tempo).

Por ser uma árvore de grande porte e copada frondosa, que atinge cerca de 30 metros de altura, a espécie espalha raízes para manter sua sustentação. As raízes da árvore em questão estavam prejudicando a mobilidade urbana com ondulações no asfalto, danificando-o. O canteiro onde ela estava também foi prejudicado.

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Planejamento, está realizando obras de revitalização da rua Júlio de Castilhos, promovendo o embelezamento da via e proporcionando um local de lazer para toda a comunidade no centro da cidade.

Com a realização das obras, a interrupção do trânsito e as intervenções no local, o momento mostrou-se oportuno para a retirada da timbuava.

Dentro do projeto de revitalização, está prevista a reconstrução do canteiro e o replantio de uma árvore da mesma espécie ou de outro tipo que mais se adeque ao local, proporcionando mais segurança, sombreamento e melhor visual ao local.

A Prefeitura esclarece, ainda, que as ruas Coronel Pena de Moras e Júlio de Castilhos permanecerão com interrupções momentâneas no trânsito enquanto durarem as obras.

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social

Deixe o seu comentário!