O ex-funcionário da Companhia Rio-Grandense de Saneamento (Corsan), Gelso Molon, comentou sobre a situação da água em Farroupilha. Ele ressaltou que a municipalização do serviço para a Empresa Farroupilhense de Saneamento e Desenvolvimento Ambiental (Ecofar) é uma decisão política.

De acordo com Molon, as instalações serão as mesmas e por isso a qualidade da água não mudará. "A municipalização não vai mudar a qualidade da água. Não existe outra forma de mudar a qualidade, é necessário trocar as instalações. Não tem mágica”, afirmou.

O legislador Kiko Paese (PP) não concorda com a decisão de transferir o serviço para a Ecofar. “Acho que a Ecofar não está preparada, a gente vê a situação da limpeza da cidade”, argumentou.

O colega de Paese, Arielson Arsego (MDB) também acredita não ser a melhor saída. “Tem que sentar com a Corsan e rever esse contrato. Agora passar para a Ecofar me parece um pouco prematuro. O serviço de limpeza do município é um atraso para Farroupilha”, explicou.

Já o vereador Fabiano Piccoli (PT) concorda com a decisão do prefeito de municipalizar o serviço. “Há um contrato e a Corsan precisa cumprir esse contrato, ela não vem cumprindo. Nós temos que cobrar a Corsan”, exclamou.

Ouça os áudios abaixo 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!