O ex-administrador do Hospital Beneficente São Carlos, que ingressou com uma ação trabalhista exigindo R$ 200 mil por diferenças de abono salarial e revisão das verbas rescisórias, solicitou R$ 18 mil para fazer acordo.

Segundo o termo de audiência disponibilizado nesta terça-feira, 26, pelo TRT 4, o autor do processo solicitou R$ 160 mil para fazer o primeiro acordo e em seguida fez uma nova proposta de R$ 18 mil, que foi rejeitada pela defesa. A assessoria do hospital ofereceu R$ 6 mil, mas a proposta nao foi aceita pelo autor.

Como não houve acordo, uma nova audiência foi marcada para o dia 30 de junho, às 15h50, para que as testemunhas sejam ouvidas e para serem colhidos os depoimentos pessoais.

Leia também

Prefeitura investiga possível ato de vandalismo na queda da parede da concha acústica no Largo Carlos Fetter

Administração municipal estuda necessidade para contratação dos aprovados no concurso público de Farroupilha

Quadrilha é presa após assaltar residências em São Vendelino

Deixe o seu comentário!