O Fórum de Farroupilha paralisou os atendimentos à população na manhã desta sexta-feira, 12, entre 9h30 e 11h30. A categoria decidiu por meio de assembleia fazer a mobilização em virtude da precarização dos serviços públicos gerenciados pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul.

As maiores reivindicações estão no plano de carreira que prevê a extinção de alguns cargos em razão da informatização do sistema, a igualdade nos valores do vale refeição em relação aos magistrados, a recomposição salarial conforme data base, e as melhorias nas condições de trabalho.

O oficial escrevente e representante sindical, Robson Sima, durante o Panorama, alertou que caso as solicitações não sejam atendidas ou negociadas é possível que a causa ganhe maior proporção, gerando uma greve generalizada do estado.

Confira no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!