Criminosos estão invadindo contas de WhatsApp para aplicar golpes e pedir dinheiro aos contatos das vítimas. Conforme o colunista de tecnologia da Rede Globo no portal G1 e arquiteto de software, Ronaldo Prass, pessoas com o auxílio de funcionários de empresas de telefonia conseguem dados pessoais e aplicam o golpe. “Não existe clonagem de WhatsApp”, salientou.

Prass explicou sobre como se proteger de crimes virtuais. Segundo ele, é preciso desconfiar de qualquer mensagem oferecendo promoções ou pedindo para baixar algum aplicativo, pois as mensagens SMS são vulneráveis.

O colunista informou que a verificação em duas etapas adotada pelo WhatsApp é muito útil para aumentar a proteção da conta se for usada pelo próprio dono da linha. Como o PIN configurado precisa ser digitado regularmente (e não apenas ao ativar a conta), a chance de você se esquecer da senha é menor.

CONFIRA NO ÁUDIO ABAIXO

Leia também

Chá Beneficente arrecada R$ 7 mil para a Liga de Combate ao Câncer

Senac Farroupilha promove workshop de beleza com a blogueira Alice Salazar

Homem tem carro furtado ao visitar a mãe em Farroupilha

Áudios

Deixe o seu comentário!