FARROUPILHA
32° MÁX 20° MÍN
 |  Política  |  Crise

“Precisamos de novas eleições o quanto antes, para tirar o Brasil desta crise profunda que ele está”, afirma Fontana

O parlamentar participou ao vivo por telefone do Programa Spaço Rádio Jornal

Henrique Fontana apoia 'Diretas Já' independente de cores partidarias | Créditos: Reprodução Facebook//Henrique Fontana
Clique no canto direito-topo para ampliar.
O Deputado Federal da bancada do PT, Henrique Fontana, deu o seu ponto de vista sobre a situação do país, depois da delação feita por Joesley Batista da JBS, na qual gravou o presidente Michel Temer dando aval para comprar silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha. Para o Fontana o momento é dramático na democracia do país. Sobre o Michel Temer, o parlamentar disse que em sua avaliação já está fora do governo. “Não há dúvida que ele não tem mais nenhuma condição ética, moral e de gestão pública para continuar dirigindo os destinos do Brasil”, complementou.
Com esse formato que se apresentou após a delação, Fontana disse que só existem três nomes para assumir a presidência do país: o Presidente da Câmara dos Deputados, Marcos Maia, o Presidente do Senado, Eunício Oliveira e a Presidente do Supremo Tribunal Federal, Carmem Lúcia. Para Fontana a melhor opção para governar o Brasil, por três meses, coordenando uma nova eleição para presidente, através de voto direto seria Carmem Lúcia. Em sua manifestação o deputado ressaltou a importância das 'Diretas Já’. “Se todos os eleitores se unirem para defender o seu direito de votar, eles vão ter o direito de votar no candidato deles. Se eles não se unirem para garantir a eleição direta, eles vão entregar para Paulo Maluf, Rodrigo Lures, escolherem o presidente do Brasil”, salientou.