FARROUPILHA
16° MÁX MÍN
 |  Cidade  |  Caxias do Sul

Ricardo Fabris: “Procuradores Municipais de Caxias do Sul deveriam se exonerar do cargo pela inaptidão”

Vice-prefeito de Caxias do Sul opinou sobre o bloqueio de mais de 69 milhões de reais para os cofres da prefeitura

Vice-prefeito de Caxias do Sul: Ricardo Fabris de Abreu | Créditos: Luís Carlos Müller
Clique no canto direito-topo para ampliar.

O bloqueio de R$ 69.813.553,53 que deveria entrar nos cofres da prefeitura e que foi efetuado pela Justiça na quarta-feira para garantir o pagamento de precatórios vencidos, principalmente o que envolvem o caso Magnabosco em Caxias do Sul, caiu como uma bomba para a administração municipal. A dívida total atualizada com a família é de mais de R$ 337 milhões, e de acordo com o Executivo, já foi retirado da conta. Para o vice-prefeito, Ricardo Fabris, a inoperância dos Procuradores do Município, foram fundamentais para a decisão da justiça. Fabris diz que os Procuradores deveriam se exonerar, pois não teriam aptidão para tratar de assuntos com tamanha relevância. Ele acredita que o Prefeito deveria ter profissionais com melhor preparo e capacitados para tratar assuntos dessa natureza e que a exoneração dos procuradores seria uma forma de mostrar respeito e consideração para a população caxiense.

Confira na íntegra a entrevista durante o Fim de Expediente