O major da Brigada Militar (BM), Juliano Amaral, em entrevista a Rádio Spaço FM, alertou proprietários de chácaras sobre festas ilegais com a cobrança de ingresso, principalmente no interior de Farroupilha.

Ele ressaltou que a propriedade deve atender todos os requisitos da lei para promover festas. “Deverá ter toda a documentação, mas é uma festa clandestina de certa forma. Quando é cobrado ingresso, e a casa não é usada como moradia, ela tem uma vinculo comercial”, explicou. Ainda conforme Amaral, o proprietário do local será responsabilizado, sendo necessário conhecer todas as pessoas que estavam frequentando a festa.

No último domingo, 8, Giovani Guzzi, de 27 anos, foi executado com tiros no rosto por indivíduos não identificados, em um sítio, na Linha Sertorina, durante uma festa rave. Quando a polícia chegou ao local os convidados já haviam ido embora, restando apenas o proprietário do local.

 OUÇA A ENTREVISTA NO ÁUDIO ABAIXO

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!