O Fim de Expediente desta quinta-feira, 14, recebeu como convidados o empresário Gilberto Galafassi, o presidente da OAB de Farroupilha, Maurício Bianchi e o comandante do 36º BPM, tenente-coronel Lúcio Henrique de Castilhos Alencastro.

O assunto principal do programa foi a segurança no município. Galafassi relatou alguns episódios que aconteceram em sua residência no bairro Pio X e também na Capela de Todos os Santos, conhecida como Busa.

Galafassi também comentou sobre o furto que aconteceu no salão da igreja do bairro. O empresário destacou que normalmente são os mesmos indivíduos que rondam as residências da comunidade. “Madrugada, duas e meia, aquele pessoal que circula a polícia sabe quem é”, afirmou.

 

O tenente-coronel Alencastro comentou que as ocorrências de furto em residências registradas em janeiro do ano passado em comparativo com o mesmo período de 2019 tiveram uma queda de cerca de 40%.

Ele salientou que as vítimas devem registrar as ocorrências na Delegacia de Polícia Civil. Alencastro também destacou que os casos de compra destes materiais por terceiros não compete à Brigada Militar. “Eu não posso fazer investigação”, declarou.

Alencastro esclareceu que normalmente estes furtos estão relacionados com drogas. Os usuários furtam os materiais de residências ou estabelecimentos comerciais e utilizam para comprar entorpecentes. “Isso aí está me preocupando bastante essa questão de consumo de drogas”, destacou.

PERTURBAÇÃO DE SOSSEGO PÚBLICO

Durante a participação do comandante no programa, os ouvintes enviaram para a Spaço FM um abaixo assinado pedindo providências para a perturbação de sossego público na Rua 14 de Julho, ao lado do Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac).

Alencastro explicou que os jovens que se aglomeram próximo a estes locais precisam de um espaço para se divertirem. Conforme o comandante, após uma abordagem essa situação irá afetar outros moradores, já que essas pessoas acabam se dirigindo para outras localidades.

A partir do recebimento do documento, Alencastro afirmou que a BM irá realizar fiscalizações neste local. “Vamos fazer operações nessa localidade para tentar diminuir ou amenizar o problema que as pessoas estão sofrendo com som alto, bebidas alcoólicas”, comentou.

OUÇA O PROGRAMA NA ÍNTEGRA 

 OUÇA TRECHOS DAS ENTREVISTAS NOS ÁUDIOS ABAIXO

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!