O ministro-chefe da Casa Civil Onyx Lorenzoni (DEM) palestrou na reunião-almoço da Câmara da Indústria, Comércio e Serviços (CIC) de Caxias do Sul, que foi realizada extraordinariamente nesta sexta-feira, 27. Durante sua manifestação ele criticou diversas vezes o Partido dos Trabalhadores (PT) enquanto estava à frente do governo do país. O ministro também apresentou dados dos primeiros meses da gestão de Jair Bolsonaro e explicou que o presidente está buscando estabelecer um ambiente de confiança no país, formando relações internacionais importantes para que a credibilidade da nação cresça.

Lorenzoni destacou que a Reforma da Previdência irá ser aprovada no dia 15 de outubro e já no dia 20 sancionada pelo presidente. Ele também destacou a importância do projeto da Liberdade Econômica e frisou que o atual governo está disposto a servir as pessoas e não servir-se delas. “Podem confiar, o país tem um governo descente e apaixonado por esta nação”, afirmou.

A agenda do ministro iniciou por volta das 11h no Hospital Pompéia, onde anunciou que irá destinar R$ 2,3 milhões para a reforma de 60 leitos que serão utilizados para a internação de pacientes através do Sistema Único de Saúde (SUS).

Após a reunião-almoço, Lorenzoni visita a Universidade de Caxias do Sul (UCS), onde irá acompanhar as pesquisas sobre grafeno, e as obras que estão sendo realizadas no Hospital Geral. Na sequência ele irá para Bento Gonçalves para participar de um evento no Vale dos Vinhedos e assinar um protocolo para a criação de um fundo de apoio ao setor da Uva e do Vinho.

Deixe o seu comentário!