O segundo turno das eleições ocorre neste domingo, 28. No Rio Grande do Sul, além do voto para presidente, que será decidido entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad, os eleitores também escolherão o governador, entre Eduardo Leite e José Ivo Sartori. O Spaço Livre deste sábado, 27, recebeu como convidados a promotora Claudia Formolo Hendler, o presidente do Observatório Social de Farroupilha, Carlos Alberto Paesi, o presidente da OAB do município, Rafael Portolan Colloda, e o vice-presidente da entidade, Maurício Bianchi.

Ao longo do programa eles esclareceram algumas questões relacionadas com a votação e a importância do voto consciente. A promotora comentou como foi o primeiro turno na cidade e salientou que houve dificuldades dos próprios eleitores para votar, principalmente por falta de conhecimento e pela dúvida sobre a identificação de biometria já que, por meio de uma parceria do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e do Instituto Geral de Perícias (IGP), os dados foram importados do órgão responsável pelo cadastro das carteiras de identidade. "Se plantou muita desconfiança nessas eleições, as pessoas votavam desconfiadas", destacou. 

Em relação às urnas, os convidados comentaram que elas são confiáveis e seria muito difícil fraudar o equipamento, pois há lacres, não existe contato com a rede e quando termina a votação ela já totaliza os votos e dá os resultados. Na entrevista eles também ressaltaram que as pesquisas eleitorais foram levadas para outro lado, já que deveria ser algo informativo e acabou tendo cunho indutivo, influenciando equivocadamente a população.

As fake news foram comentadas pelos entrevistados que afirmaram que o número de notícias falsas na internet é algo absurdo. Por fim, a promotora opinou que as pessoas estão brigando por seu voto, mas é preciso que a democracia seja respeitada, assim como a decisão da maioria.

Ouça o programa na íntegra 

Deixe o seu comentário!