O projeto que prevê o financiamento de R$ 7 milhões para o asfaltamento que contemplará as comunidades de Linha Ely, Salto Ventoso, Linha Muller e Nova Sardenha, não será votado na sessão da Câmara de Vereadores desta terça-feira, 12, conforme estava previsto. O presidente do Legislativo, Sandro Trevisan comentou que ainda falta uma posição do Executivo sobre a contrapartida por parte dos moradores, que não foi definida. 

O vereador líder do governo na câmara, Fabiano Piccoli explicou que no dia 17 de janeiro ocorreu a apresentação do projeto para as lideranças das comunidades na Linha Muller, e que na ocasião recebeu críticas de algumas pessoas dizendo que ele estaria se posicionando contra o asfaltamento. Ele salientou que a administração municipal irá realizar a negociação ainda nesta semana.

O integrante da comissão de lideranças das comunidades, Edson Borsoi confirmou que o Executivo já apresentou uma proposta, mas a comissão não concordou. Houve então uma contraproposta que está sendo analisada pelo governo. Borsoi acredita que no próximo encontro os detalhes já estejam definidos para que o projeto possa ser votado na sessão do dia 19.

Confira no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!