O ex-vice-prefeito de Caxias do Sul, Ricardo Fabris de Abreu protocolou o sétimo pedido de impeachment do prefeito Daniel Guerra por volta das 13h20 desta sexta-feira, 27.

Conforme o documento, um dos motivos para realizar o impeachment do Guerra é o descumprimento da Lei Orgânica e da Constituição e se ampara na recente proibição do uso da Praça Dante Alighieri para realização da benção pública dos Frades Capuchinhos, marcada para o dia 11 de dezembro.

De acordo como pedido, o decreto 19.736, utilizado para negar o uso da praça para a atividade, seria inconstitucional e conflitante com o Código de Posturas do Município e a Lei Complementar nº 377, que permite a livre utilização de logradouros públicos, contanto que garantida a sua conservação.

Recentemente, o ex-sub-prefeito de Vila Oliva, Jefferson Côrtes protocolou o sexto pedido. De acordo com o autor, houve a ampliação de um estacionamento em um terreno particular de 50 metros quadrados com dinheiro público, no aeroporto municipal, beneficiando o proprietário da terra, Edemar Santa Lucia. O novo pedido de impeachment será votado na sessão desta terça-feira, 1º de outubro, a partir das 8h30.

LEIA O DOCUMENTO NA ÍNTEGRA AQUI

 

 

Leia Também

Deixe o seu comentário!