O ex-prefeito de Farroupilha, Ademir Baretta, foi absolvido por unanimidade do processo que apontava a existência de dois funcionários fantasmas na prefeitura durante seu mandato. De acordo com o advogado Rafael Coloda, se comprovou que os dois profissionais prestaram sim os serviços subordinados a suas secretarias da época, não havendo dolo, intenção ou má fé na conduta deles. Com isso, a ação civil foi julgada improcedente pelo Tribunal de Justiça.

Ela havia sido movida em 2014 pela promotora de Justiça Jeanine Mocellin do Ministério Público e apontava que Baretta havia autorizado e concordado que esses servidores com cargo em comissão atuassem sem qualquer controle. Com a decisão, o processo foi encerrado.

 
 

Áudios

Deixe o seu comentário!