Os vereadores de Caxias do Sul terão mais de um mês para analisar o pedido de impeachment contra o prefeito Daniel Guerra, protocolado no Legislativo pelo agora ex-vice prefeito, Ricardo Fabris de Abreu.

O documento foi formalizado no dia 17 de dezembro e deverá ser pauta da câmara na primeira sessão do ano que ocorre no dia 5 de fevereiro. O pedido com mais de 120 páginas já está com os vereadores, que estão avaliando de uma forma mais eficaz.

O vereador do MDB, Paulo Périco destacou a importância deste tempo já que nos outros quatro pedidos a análise pelos parlamentares foi realizada de forma muito rápida. “Eu acredito que a câmara terá maior segurança, maior maturidade de poder apreciar a admissibilidade desse novo processo de impedimento”, destacou.

Périco também voltou a comentar sobre a forma que Guerra age em relação a ações para a comunidade e junto ao poder Legislativo. Na cerimônia em que empossou o novo presidente da Câmara de Vereadores, Flavio Cassina, o prefeito não compareceu. “Grave não, mas vergonhoso”, ressaltou.

OUÇA A ENTREVISTA NO ÁUDIO ABAIXO

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!