A Comissão de Ética da Câmara de Vereadores de Farroupilha emitiu uma nota de esclarecimento após o Legislativo receber uma representação do presidente da Juventude do MDB, Matheus Paim, na manhã desta quinta-feira, 8, contra o vereador Sedinei Catafesta.

A nota da comissão explica que o presidente Fabiano Piccoli recebeu a denúncia e já está criando uma parecer prévio de acolhimento da acusação. O documento deve ser apresentado em sessão ordinária na próxima terça-feira, 13.

O documento protocolado nesta quinta pede que o Legislativo averigue a quebra de decoro parlamentar do atual vereador Catafesta, que reassumiu seu cargo no dia 1º de julho, após Raul Herpich ser denunciado pelo Ministério Público por ter desviado cerca de R$ 1 milhão de cooperativas habitacionais.

Durante seu retorno, Catafesta também foi acusado de ter desviado R$ 20 mil na compra de um arquivo para o Legislativo. Na época, em 2014, ele era presidente da casa.

A representação pede a cassação de seu mandato e aponta ainda outros dois itens em que ele estaria envolvido, como a prática de improbidade administrativa, decorrente do uso indevido de verba pública, quando locou um veículo para uma viagem particular ao município de Imbé em 2014, com o recebimento de diárias, gerando uma despesa para a Câmara de Vereadores de cerca de R$ 1 mil.

Outro apontamento foi o recebimento de uma medalha no estado de Minas Gerais, desmascarada pela Rede Globo, que premiou um jumento chamado ‘Precioso’. O protocolo afirma que os valores gastos na premiação foram de R$ 2,6 mil.

ACOMPANHE A NOTA ABAIXO

Leia Também

Deixe o seu comentário!