Os vereadores de Caxias do Sul foram pegos de surpresa pela reportagem da Spaço FM sobre o sétimo pedido de impeachment contra o prefeito Daniel Guerra. Os vereadores prestigiavam a palestra do ministro-chefe da Casa Civil, Onix Lorenzoni, na reunião-almoço da CIC de Caxias do Sul, enquanto o pedido era protocolado na Câmara Municipal. A denúncia foi feita nesta sexta-feira, 27, pelo ex-vice-prefeito, Ricardo Fabris de Abreu, que alega suposto descumprimento da Lei Orgânica e da Constituição e se ampara na recente proibição do uso da Praça Dante Alighieri para realização da bênção pública dos Frades Capuchinhos, marcada para o dia 11 de dezembro.

Em conversa com a reportagem, os vereadores comentaram sobre o pedido, mas não acreditam na admissibilidade do processo. "Contra governo ruim tem outros remédios”, declarou o vereador Adiló Didomenico (PTB).

O vereador Edson da Rosa (MDB) ressaltou que isso para Caxias não é bom e que é preciso olhar para frente. "O meu mandato não está afeto pra ficar administrando rusgas pessoais”, comentou.

Já a vereadora Paula Ioris (PSDB) lamentou o episódio e garantiu que irá analisar o pedido com a mesma seriedade e responsabilidade como foram os anteriores, mas não acredita na admissibilidade.

Confira no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!