O prefeito Claiton Gonçalves cobrou do Hospital São Carlos sobre a Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) neonatal que foi montada com o dinheiro público e inaugurada em 2016, mas não entrou em funcionamento. “Eu como gestor público observo números. Eu tenho em Farroupilha o controle da saúde pela gestão pública da saúde, eu observo onde foi investido o dinheiro público”, explica.    

Conforme Gonçalves, essa ferramenta está em falta no Rio Grande do Sul. Ele afirmou que as pessoas não podem morrer por falta deste equipamento. "Não pode continuar os equipamentos desligados com gente morrendo", concluiu. Recentemente Janete Toigo, superintendente do Hospital São Carlos, explicou que não há demanda para a instalação da UCI neonatal.

O alto investimento necessário para manter o espaço também é um dos motivos, pois o valor chega a mais de R$ 670 mil por mês. Desse modo, os pacientes que necessitarem atendimento devem se deslocar para Caxias do Sul nos hospitais Pompéia ou Geral.

Confira os áudios na galeria abaixo 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!