O secretário de Esporte, Lazer e Juventude, Sedinei Catafesta comentou novamente sobre o projeto do hospital odontológico que será construído em Farroupilha. Em recente entrevista, o gestor da pasta afirmou que o plano será desenvolvido pelo Instituto Bordin, o que foi contestado pelo vereador de oposição Jonas Tomazini, o qual explicou que da forma que está sendo planejado, causou estranheza o nome da empresa ser divulgado sem antes ter sido encerrado o processo licitatório que tem como data final 28 de janeiro.

A fim de esclarecer a situação, Catafesta participou ao vivo do programa Spaço Rádio Jornal desta segunda-feira, 7, e afirmou que até o momento não houve nenhuma outra empresa interessada. “Tomara que não perdemos ali na frente a única empresa que tem o interesse de investir”, destacou. Primeiramente a ideia era utilizar o antigo posto de saúde do bairro Primeiro de Maio, mas agora a construção será em um terreno da prefeitura que fica localizado na divisa com o bairro Monte Verde.

O secretário salientou que a ideia é transparente, já foi aprovada pelo Diário Oficial da União e está disponível para que outras empresas entrem no processo de licitação. Ele também foi questionado sobre este projeto não estar dentro da Secretaria da Sáude. Catafesta destacou que a administração municipal trabalha junto. “Nosso governo é um só”, ressaltou.

Catafesta contou que após ser definida a empresa que assumirá o projeto, a ideia deve ser colocada em prática em no mínimo dois anos.

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!