As mortes nas rodovias federais atendidas pela 5ª Delegacia de Polícia Rodoviária da Serra Gaúcha aumentaram 125% em relação ao ano passado. O dado foi divulgado no balanço operacional parcial do primeiro semestre de 2018. Ao todo foram nove óbitos contra quatro no mesmo período do ano anterior. A maior incidência foi registrada pelo posto policial de Vacaria, onde grande parte do trecho possui pista simples, com cinco óbitos. Os outros dois aconteceram em Caxias do Sul e um em Nova Petrópolis.

Mortes nas rodovias federais gaúchas reduziram 15% no primeiro semestre deste ano

Conforme o balanço, o número de infrações reduziu 23%. No ano passado foram registradas quase 10 mil autuações e, neste primeiro semestre, o número foi de 7,5 mil. As ultrapassagens irregulares tiveram aumento de 5%, com 789 infrações flagradas pelos policiais. Apesar disto, a redução de acidentes chega a 28% no comparativo. 

Em relação a criminalidade, os indicadores de apreensões tiveram aumento, sendo 747 quilos de maconha e 33,8 quilos de cocaína, 10% dos veículos foram recuperados, 40% das armas acabaram sendo apreendidas, assim como 113% das munições. Neste semestre menos pessoas foram detidas, sendo 188 neste ano e 280 em 2017. 

Conforme o chefe da delegacia em Caxias do Sul, Marco Baierle, a PRF é a polícia que mais apreende drogas no país. "Apesar de todas as dificuldades que estamos enfrentando, principalmente em relação à redução do efetivo, na 5ª Delegacia não será diferente quanto ao enfrentamento à criminalidade, sem no entanto deixar de lado nosso papel fundamental no cuidado do trânsito e preservação da vida”, pontuou.

Deixe o seu comentário!