O comerciante da Casa de Carnes Querência Amada, Dorvalino Camatti, confirma que a venda de carne de frango sofreu uma queda acentuada, entre 30% e 40%, após decisão do governo em proibir o comércio fracionado, temperado ou empanado do produto.

Publicada em janeiro de 2017, a portaria proíbe o comércio de carne temperada e miúdos que não estejam embalados. Os açougues também estão proibidos de vender carnes temperadas de gado, aves, suínos e peixes e também bifes empanados.

O deputado estadual do PP, Sérgio Turra, trouxe uma boa notícia para os açougueiros. O decreto do governo do estado que proíbe a venda de carne de frango fracionada está sendo reavaliado e a medida deve ser suspensa por um ano. Com a prorrogação do prazo os comerciantes terão tempo para se adequar as novas normas.

O deputado também fala sobre as votações dos projetos do governo que devem ser retomadas na assembleia. Turra acredita que ainda não é o momento para pensar em eleição ou reeleição diante da situação caótica em que o estado se encontra e que todos os partidos querem a chave do Palácio e do cofre.

Deixe o seu comentário!