O engenheiro agrônomo da Emater, Gustavo Ayres, em entrevista à Spaço FM nesta quarta-feira, 30, alertou sobre as sementes que estão sendo enviadas para as pessoas que compraram produtos diretamente da China.

As sementes chegam em pequenas porções como 'brindes' de produtos comprados pela internet e em oito estados brasileiros já houve o registro. O Ministério da Agricultura já encaminhou 36 pacotes para análise no Laboratório Nacional de Defesa Agropecuária (Lanagro), em Goiânia, mas até o momento não obteve os resultados.

Ayres explicou que apesar das análises que estão sendo realizadas, não se sabe que tipo de semente é, qual o cultivo e nem a procedência. “Ainda não soubemos a origem”, destacou.

Ele alertou para que as pessoas não abram os pacotes e também não façam a plantação. “As pessoas que receberem essas sementes devem encaminhar para a Emater, que nós enviaremos para os órgãos competentes para análise”, ressaltou.

As sementes misteriosas já foram encontradas nos estados do Paraná, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Rondônia, Bahia, São Paulo, Goias e Pernambuco. Também há registros no Rio Grande do Sul.

Confira no áudio abaixo

Áudios

Deixe o seu comentário!