Algumas localidades do interior de Farroupilha registraram perdas de culturas como as de frutas de caroço e variedades de uva afetadas pela geada que atingiu o município nesta sexta-feira, 21.

Conforme o engenheiro agrônomo Fernando Giacomel, o percentual de perdas em frutas de caroço é de cerca de 80% e o morango teve um prejuízo estimado de 90% em todo o município. “Para a agricultura é um momento difícil. Tivemos há 20 dias uma janela de temperaturas altas e com isso as plantas entraram em processo natural de floração, brotação. A geada foi muito concentrada e alta, tivemos lugares com três graus negativos”, contou.

Ainda de acordo com Giacomel, mesmo em culturas com o sistema antigeada foram registradas perdas e os prejuízos acabaram sendo maiores em plantações que não têm proteções.

Em contrapartida, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Farroupilha (Sintrafar), Márcio Ferrari, informou que ainda é muito cedo para fazer um diagnóstico de perdas. Os números poderão ser contabilizados nesta segunda-feira, 24, pela entidade.

A previsão do tempo aponta para mais riscos de geada ao amanhecer dos próximos dias com temperaturas baixas que variam de zero a 18 graus.

Leia Também

Deixe o seu comentário!