A geada e o granizo de setembro do ano passado causaram perdas drásticas para a agricultura de Farroupilha. O técnico da Emater, Milton Grassiani, informa que a colheita da uva teve a perda de aproximadamente 47 milhões de quilos. O número corresponde basicamente a 60% da média de produção, que costumava ser em torno de 79 milhões. Isso representa em valores, um déficit de R$ 37 milhões da cultura mais rentável de Farroupilha. Milton garante que esta é a pior safra desde que começou o plantio de uva na região. Outras culturas, como, pêssego e ameixa, também tiveram quebra, que somadas, chegam à um prejuízo em torno de 4 milhões de reais. 

Áudios

Deixe o seu comentário!