Derivada da banda Jefferson Starship, a Starship teve que adotar este nome em virtude de um acordo judicial, o qual também passou por perda de integrantes da banda. Mas, quem era ligado em música nos anos 80 dificilmente deixou de curtir ou conhecer um de seus sucessos como "Sara" ou "Nothings Gonna Stop Us Now". 

Em junho de 1984, Paul Kantner, o último membro fundador remanescente da Jefferson Airplane, banda anterior a Jefferson Starship, deixou este último grupo e, em outubro do mesmo ano, moveu uma ação judicial contra o nome Jefferson Starship e contra seus ex-companheiros de banda.

O acordo foi firmado somente em março de 1985 e, fora do tribunal, onde assinaram um termo em que nenhuma das partes usaria os nomes "Jefferson" ou "Airplane" a menos que todos os membros da Jefferson Airplane Inc. (Bill Thompson, Paul Kantner, Grace Slick, Jorma Kaukonen, Jack Casady) aceitassem a proposta de algum deles. A banda se apresentou como "Starship Jefferson" enquanto os processos judiciais ocorriam, antes de se decidir pelo nome definitivo "Starship".

Grace Slick ficou com a banda após o processo e compareceu às primeiras sessões de estúdio do próximo álbum. Ele ficou frustrado com as sessões porque o som não era nada agradável, com os músicos que estavam integrando o grupo. Com isso, o tecladista foi demitido da banda e tudo reorganizado.

O próximo álbum foi concluído com os cinco membros restantes, consistindo de Grace Slick, o co-vocalista Mickey Thomas, o guitarrista Craig Chaquiço, o baixista Pete Sears e o baterista Donny Baldwin. Em 1984, Gabriel Katona se juntou à banda para tocar teclado e saxofone até o final da turnê de 1986.

O álbum seguinte, "Knee Deep in the Hoopla", foi lançado em setembro de 1985 e cravou dois sucessos que foram top 1 nas paradas americanas, "We Built This City" e "Sara". O álbum em si alcançou a 7ª posição, foi disco de platina e gerou mais dois singles: "Tomorrow Doesn't Matter Tonight" e "Before I Go". A banda não tinha um recorde de sucessos assim, desde a Jefferson Starship que lançou "Red Octopus" em 1975.

No início de 1987, "Nothing's Gonna Stop Us Now", apareceu no filme Mannequin e atingiu o primeiro lugar nas paradas. Naquela época, a canção tornou Slick, vocalista mais velha a cantar em um top hit da Billboard Hot 100, aos 47 anos, mantendo esse recorde até Cher quebrar, aos 52 anos, em 1999, com "Believe".

No Protection foi lançado em 1987 e também apresentava os singles "It's Not Over ('Til It's Over)" e "Beat Patrol". A última música do álbum, "Set the Night to Music", viria a se tornar um hit em 1991, regravada em dueto por Roberta Flack e Maxi Priest.

Slick deixou o Starship em fevereiro de 1988, indo se juntar ao reformado Jefferson Airplane para um álbum e uma turnê em 1989, antes de se aposentar da música.

Com Thomas como o único vocalista, a formação renovada lançou "Love Between the Cannibals" em agosto de 1989 e saiu em outra turnê para divulgar o álbum, recrutando as cantoras de apoio Christina Marie Saxton e Melisa Kary para preencher a lacuna deixada pela saída de Slick. Em 24 de setembro de 1989, enquanto a banda estava em Scranton, Pensilvânia para um show, Baldwin e Thomas sofreram um grave acidente e Thomas precisou de uma cirurgia facial e duas placas de titânio implantadas em seu crânio. Baldwin saiu da banda imediatamente. O restante da turnê foi adiado até que Thomas se recuperasse e pudesse fazer a turnê novamente.

Depois de muitas saídas, e a banda praticamente desfigurada de seus integrantes originais, em 1991, a gravadora RCA montou um álbum de compilação chamado "Maiores sucessos (dez anos e mudança 1979-1991)" .

A parada da banda

Pouco depois do lançamento do álbum dos maiores sucessos de 1991, o empresário Bill Thompson decidiu terminar o grupo e a banda foi dispensada pela RCA.

Starship com Mickey Thomas

No início de 1992, Thomas reviveu Starship como "Mickey Thomas Starship" antes de mudar o nome para Starship com Mickey Thomas, que tem feito turnês constantes desde então. Melisa Kary e Christina Marie Saxton, que haviam se apresentado com o grupo como cantoras de apoio em uma turnê de 1989 a 1990, também tiveram passagens como membros da banda Starship com Mickey Thomas.

Em 2003, Starship com Mickey Thomas lançou um documentário em DVD Starship: Greatest & Latest. O álbum que acompanha este lançamento continha regravações com Mickey Thomas de alguns dos maiores sucessos da Starship.

Um novo álbum do Starship, "Loveless Fascination", foi lançado em 17 de setembro de 2013. O single "My Woman" foi lançado em 2016. Em 1 de fevereiro de 2019, a Rhino Entertainment adquiriu os direitos do catálogo Starship para todos os álbuns lançados entre 1985 e 1991.

Discografia

1985 - Knee Deep in the Hoopla
1987 - No Protection
1989 - Love Among the Cannibals
2013 - Loveless Fascination

Vídeos

Leia Também

Deixe o seu comentário!