A banda Queen (com nome em referência à rainha da Inglaterra) é conhecida por ser altamente eclética, variando entre várias vertentes do rock e com introduções de ritmos clássicos e de hard rock, conforme Freddie Mercury desejava.

Apesar de ser citado por grande parte da imprensa como o líder do Queen, Freddie Mercury detestava o título e afirmava que, no máximo, talvez era o integrante mais importante. Assim como Brian, o músico considerava que a banda estava em total forma quando todos contribuíam e cada um tinha um papel importante dentro do grupo.

História

O Queen nasceu de uma banda universitária, a qual Brian May e Tim Stafell eram os "heads". Chamada de "Smile" e formada em 1968, a banda dos estudantes do London inperial College ainda buscava um bateirista e, através de anúncios no mural da escola, encontraram Roger Taylor. Em 1969, assinaram um contrato para alguns trabalhos com a Mercury Records mas, nada a ver com Freddie, pois ele estava cantando em outra banda

Foi em 1970 que, com a saída de Stafell, Freddie Mercury entrou para o grupo, além do baixista John Deacon e, com isso, estava formado o Queen.

O seu primeiro álbum "Queen I", lançado em 1973, alcançou pouco sucesso, mesmo contando com a irreverência de Freddie, que fazia sucesso nos palcos.

No lançamento seguinte, "Queen II", em março de 1974, conquistaram o quinto lugar entre os discos mais ouvidos no Reino Unido, conseguindo assim partir para sua primeira turnê como atração principal. Infelizmente, o guitarrista Brian contraiu hepatite e a excursão teve que ser cancelada.

O disco seguinte "Sheer Heart Attack", lançado em novembro de 1974, já se tornou um sucesso em vários países. A turnê mundial que se seguiu teve de ser estendida e a banda chegou a se apresentar em vários lugares em um mesmo dia.

A consolidação do reconhecimento mundial chegou em 1975 com o álbum "A Night at the Opera". Neste trabalho a fusão do rock com a música clássica chegou ao seu ponto mais alto com o clássico Bohemian Rhapsody e também "You're My Best Friend" alcançando bons desempenhos.

"A Day at the Races" é o quinto álbum de estúdio da banda britânica de rock Queen, lançado em 10 de dezembro de 1976, com sucessos como Somebody To Love e Long Way.

O sucesso prosseguiu em 1977 com o sexto álbum "News of the World", com We Will Rock You e We Are the Champions.

Em seguida, em 1978, o álbum "Jazz" traria canções Don't Stop Me Now" e "Bicycle Race", entre outras de sucesso.

Antes de fechar a década, chegou a gravação ao vivo "Live Killers". Todos esses discos foram gravados sem sintetizadores, que empesteavam os ouvidos do mundo no período das discotecas.

O Queen entra na década de 80 usando instrumentos eletrônicos e o álbum "The game", de 1980, traz Crazy Little Thing Called Love, uma referência a Elvis Presley e Another One Bites the Dust, música de estilo new wave, que nos anos 80 foi o que dominou o cenário musical.

O trabalho seguinte foi "Flash Gordon", em dezembro do mesmo ano, que era uma trilha sonora do filme de Dino de Laurentis, baseado no personagem das histórias em quadrinhos de Alex Raymond.

"Hot space", de 1982, possui a faixa Under Pressure, com a participação especial do cantor David Bowie. Esse álbum liderou todas as paradas de discos do mundo, colocando nesta época o Queen com mais de 1 milhão de cópias vendidas de oito de seus 10 discos lançados.

Em 1983, sob muitos atritos e desentendimentos internos entre músicos, produtores e os integrantes, o Queen deu um tempo e todos foram para lados diferentes. Quase todos os integrantes do Queen se concentraram em projetos paralelos. Brian May gravou e lançou o Star Fleet Project com a participação de Eddie Van Halen, além de trabalhar como produtor musical em alguns álbuns. Freddie Mercury divulgou "Love Kills" como parte da trilha sonora do filme Metropolis, que estava sendo relançado. Roger Taylor, que em 1981 foi o primeiro a lançar um trabalho solo, "Fun in Space", estava preparando seu sucessor, o qual seria "Strange Frontier". John Deacon foi o único a não produzir algo, pois acreditava que não havia nada a fazer no meio musical que não fosse o Queen. Assim, concentrou-se no nascimento de seu quarto filho, Joshua.

Naquele ano, John Deacon se reuniu com um diretor de vídeo, o qual queria que o Queen produzisse mais uma trilha sonora. Em nome da banda, o baixista aceitou, e com os demais passou a trabalhar em novas músicas. No entanto, a ideia evoluiu para um álbum quando o diretor afirmou que não tinha recursos para investir no material.

Após o material ter sido escrito, os integrantes foram selecionar as faixas definitivas para The Works, e as músicas de Roger Taylor não agradaram nenhum deles. Mercury disse ao baterista para trabalhar em uma faixa nova, senão ficaria sem canções para colaborar. Assim, Taylor começou a escrever "Radio Ga Ga", que mais tarde tornaria-se seu maior sucesso autoral na carreira do Queen. No entanto, o relacionamento entre os membros ainda era tenso; Freddie aceitou gravar apenas por questões contratuais, pois estava desmotivado. O álbum "The Works", 1984, lançou os hits Radio Ga Ga e I Want to Break Free, nas rádios e pela MTV, marcando a fase de maior repercussão da banda.

Em outubro de 1984, a banda se apresentou em Sun City, próximo a Joanesburgo, na África do Sul. O país estava em pleno regime do apartheid, e o Queen foi recomendado a não tocar lá. Como efeito, a imprensa criticou fortemente a atitude do quarteto. No começo de 1985, a banda voltou ao Brasil para participar da primeira edição do Rock in Rio, ocorrida na Barra da Tijuca, na Rio de Janeiro.

A má situação do Queen perante a imprensa e público começou a mudar quando participaram do evento beneficente Live Aid, com David Bowie, The Who, Elton John e U2 e Paul McCartney, por exemplo, que retornaria aos palcos pela primeira vez após a morte de John Lennon.

De ânimo renovado a banda lançou em 1986 o álbum "A Kind of Magic", trilha sonora do filme Highlander. Depois veio o album Live Magic, onde mostrava que a banda tinha tudo para continuar ocupando seu lugar no cenário musical.

As músicas The Miracle, I Want It All e The Invisible Man fizeram parte do cast lançado em 1988 com o álbum "The Miracle".

Em 1991 surge o álbum "Innuendo", com a canção The Show Must Go On. Esta foi uma das épocas mais marcantes para a banda, pois Freddie estava com graves problemas de saúde e veio a falecer em 24 de novembro de 1991. Na véspera ele havia declarado: “Seguindo as especulações da imprensa, quero afirmar que sou soro positivo, portanto tenho Aids. Achei correto manter isso em segredo, para manter minha posição e a do meu grupo. Espero contar com a colaboração de todos, e que, meus médicos lutem contra essa terrível doença “.

Em um último gesto ele pediu que fosse lançado um single com Bohemian Rhapsody e These Are the Days of Our Lives e que os lucros fossem revertidos para entidades de combate à Aids.

O álbum "Made in Heaven", foi lançado em 1995, com músicas inéditas da banda. Nessas faixas havia somente as partes do piano e do vocal, feitas por Freddie, onde o restante da banda gravou a base musical sobre esse material.

Em 1997, é lançada uma inédita, No-one But You, gravada pelos membros remanecentes em homenagem a Freddie.

Em 2015, em comemoração aos 30 anos do Rock in Rio, o supergrupo Queen com Adam Lambert se apresentaram no Brasil, para mais de 85 mil pessoas. A apresentação, além de conter canções da banda, incluiu o single "Ghost Town", de Adam Lambert. No final do mesmo ano, Brian e Roger lançaram o álbum ao vivo A Night at the Odeon - Hammersmith 1975, contendo uma das primeiras apresentações após o lançamento de "Bohemian Rhapsody" em 1975.

O Queen segue em atividade com Brian May no comando e Adam Lambert no vocal em turnê mundial, além de outros projetos paralelos como musicais e peças de teatro.

Discografia

1973 Queen
1974 Queen II
1974 Sheer Heart Attack
1975 A Night at the Opera
1976 A Day at the Races
1977 News of the World
1978 Jazz
1980 The Game
1982 Hot Space
1984 The Works
1986 A Kind of Magic
1989 The Miracle
1991 Innuendo
1995 Made in Heaven

Fonte no Brasil: QUEENNET

Vídeos

Leia Também

Deixe o seu comentário!