Conhecido como "The Boss" no meio musical, Bruce Springsteen recorda que a primeira canção que tocou numa guitarra foi Twist & shout dos Beatles e que ainda hoje a inclui em alguns shows em homenagem ao início de sua carreira.

Bruce Frederick Joseph Springsteen nasceu na pequena cidade de Long Branch, estado de New Jersey, Estados Unidos em 23 de setembro de 1949. Iniciou sua carreira em 1969 e já recebeu vários prêmios importantes como 20 Grammys, quatro American Music Awards e um Oscar.

Em suas letras faz questão de evidenciar seu patriotismo pelos Estados Unidos e é uma espécie de porta-voz dos trabalhadores, muitas vezes mencionados em suas canções. O álbum Born to Run está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame. No total, já vendeu mais de 120 milhões de discos pelo mundo.

O artista também participou da música "We Are the World", uma parceria de 45 cantores que tinha o objetivo de arrecadar fundos para o combate da fome na África, escrita por Michael Jackson e Lionel Richie. Os 45 astros formaram o grupo USA for Africa.

História

Em 1962, sua mãe, Adele Ann, o presenteou com seu primeiro violão aos 13 anos de idade. E aos 16, sua mãe deu uma guitarra Kent, sobre a qual ele escreveu a canção "The Wish".

Em 1965, Bruce entrou para a banda The Castiles, primeiramente como guitarrista, depois como vocalista também. O The Castiles gravou duas músicas originais e fez shows em diversos bares e cafés. No final dos anos 60, Bruce entrou para um trio chamado Earth, que fez vários shows em clubes de New Jersey. Foi nesse período que ele ganhou o apelido de The Boss ("O Chefe"). Depois tocou até 1971 na banda chamada Steel Mill, e em diversas bandas como Dr Zoom & the Sonic Boom, Sundance Blues Band e The Bruce Springsteen Band, sempre em lugares pequenos como bares, clubes e escolas.

A ascensão

Em 1972, Springsteen assinou contrato com a gravadora Columbia Records, (a mesma de Bob Dylan), e, com diversos músicos vindos de New Jersey, formou a E Street Band, lançando um álbum de média repercussão chamado Greetings from Asbury Park, N.J.

Em setembro de 1973, The Wild, the Innocent & the E Street Shuffle, o segundo álbum de Bruce, foi lançado, mantendo o baixo apelo comercial mas, com uma musicalidade mais R&B, influenciado por Bob Dylan. A canção "Rosalita (Come Out Tonight)" continua uma das favoritas dos fãs.

Em alta na carreira

O aclamado álbum Born to Run, lançado em agosto de 1975, alcançou o sucesso comercial almejado por Springsteen. O disco ficou em 3° lugar nos Estados Unidos e, embora não tenha nenhuma música considerada hit, "Born to Run", "Thunder Road", "Tenth Avenue Freeze-Out", e "Jungleland" são presenças obrigatórias nos concertos de Bruce até hoje e são constantemente tocadas em rádios de rock pelo mundo. A gravação desse álbum foi feita num período tumultuado, pois demorou 14 meses para ser gravado, sendo 6 meses dedicados apenas a canção "Born to Run", fator que causou grande frustração e tristeza em Bruce. Após o lançamento de Born to Run, Bruce se envolveu em um processo judicial contra Mike Appel, que produziu seus dois primeiros álbuns e coproduziu, ao lado de Jon Landau, o terceiro. O processo, que acabou por meio de um acordo entre ambas as partes, se estendeu por aproximadamente um ano, período no qual Bruce aproveitou para fazer outra extensa turnê pela América do Norte.

Em junho de 1978, saiu o quarto álbum de estúdio de Bruce Springsteen, intitulado Darkness on the Edge of Town, que alcançou o 5° lugar nos Estados Unidos, onde vendeu mais de 3 milhões de cópias.

Em setembro de 1979, Bruce e a E Street Band se juntaram a vários artistas, como James Taylor, Carly Simon e Chaka Khan, para duas apresentações contra o uso da energia nuclear. As apresentações foram lançadas como álbum ao vivo e documentário, intitulado "No Nukes", que marcaram o primeiro lançamento oficial de material gravado ao vivo da carreira de Bruce.

Em seguida, o álbum The River, foi lançado e consolidou o estilo de suas canções focadas na classe operária americana. As canções desse álbum apresentam canções alegres, voltadas para o pop-rock, e baladas emocionalmente intensas, uma mudança de sonoridade que antecipou o estilo escolhido de Bruce durante os anos 1980. Com esse trabalho, Bruce conseguiu emplacar seu primeiro single no Top 10, a canção "Hungry Heart". O álbum vendeu muito bem, e sua turnê de promoção contou com a primeira longa excursão pela Europa e terminou após uma série de show nas principais arenas norte-americanas. Canções compostas durante esse período de gravações e que não foram inclusas no álbum, como "Glory Days" e "Born in the U.S.A.", foram lançadas no seguinte álbum seguinte. Segundo o jornalista Dave Marsh, Bruce estava com depressão quando escreveu o material para o álbum, causada pela decepção com a brutal queda do padrão de vida americano.

O disco Born in the U.S.A. foi lançado em 1984, vendeu 15 milhões de unidades só nos Estados Unidos e se tornou um dos álbuns mais bem sucedidos de todos os tempos, emplacando sete singles no Top 10 americano. O título do álbum se refere ao tratamento sem muito mérito recebido pelos veteranos da Guerra do Vietnã, alguns dos quais amigos e colegas de banda de Bruce. "Dancing in the Dark" foi o single de maior destaque do álbum, alcançando o 2° lugar nos Estados Unidos.

Em 1985, Bruce aceitou o convite para ser, ao lado de Michael Jackson, Lionel Richie e muitos outros, um dos intérpretes da música "We Are the World", cujos lucros foram destinados a projetos beneficentes na África.

Lançado no final de 1986, o box Live/1975–85 se tornou o primeiro box a assumir o 1° lugar nos Estados Unidos. Esse álbum contém 3 cds ou cassetes, e se tornou um dos álbuns "ao vivo" mais vendidos de todos os tempos, superando os 13 milhões de unidades vendidas só na América do Norte.

Em 1992, Bruce lançou dois álbuns de uma vez só. Human Touch e Lucky Town apresentam uma sonoridade mais introspectiva do que qualquer um dos trabalhos anteriores de Springsteen. Os álbuns alcançaram boas posições na América do Norte e na Europa.

Em 1994, Bruce ganhou um Oscar pela trilha sonora do filme Filadélfia, "Streets of Philadelphia". Tanto a canção quanto o filme fazem um retrato simpático de um homossexual morrendo com AIDS.

Em 1998, foi lançado um box com quatro discos apenas com canções previamente gravadas e que haviam ficado de fora dos álbuns anteriores, Tracks. Posteriormente, Springsteen declararia que os anos 90 foram "anos perdidos" para sua carreira devido a escassez e a má recepção de seus trabalhos.

Bruce Springsteen foi introduzido no Rock and Roll Hall of Fame em 1999, pelo amigo Bono do U2. Nesse mesmo ano, ele e a E Street Band fizeram uma turnê de reunião, que foi muito bem sucedida.

Simpatizante político

Democrata ativo, Bruce foi uma das primeiras celebridades a manifestar apoio ao candidato Barack Obama na corrida para a presidência dos Estados Unidos em 2008. Durante a campanha, ele apareceu ao lado de Obama e fez alguns shows em comícios para angariar fundos e apoio a campanha. Em janeiro de 2009, em um show feito para comemorar a vitória de Obama, Bruce foi um dos principais artistas a se apresentar.

Em janeiro de 2009, Springsteen venceu o Globo de Ouro de melhor canção original por "The Wrestler", que havia sido lançada para trilha sonora do filme de mesmo nome da canção.

O 17º álbum lançado por Bruce Springsteen, Wrecking Ball, foi lançado em março de 2012. As canções feitas para o disco se tornaram o álbum mais agressivo de Springsteen, falando sobre as dificuldades econômicas do país.

Em outubro de 2012, apesar de ter declarado que não faria nada politico, Springsteen acabou participando da campanha a reeleição do presidente Barack Obama.

No Brasil

Em setembro de 2013, Bruce fez um show histórico no Rock In Rio, realizado no Rio de Janeiro. O show teve mais de 2 horas e 40 minutos de duração e Springsteen surpreendeu os fãs, tocando todas as músicas do álbum Born In the U.S.A.

Em abril de 2014, a E Street Band entrou no Rock and Roll Hall of Fame. Springsteen já havia entrado neste seleto grupo como artista solo em 1999.

Bruce Springsteen está casado desde 1991 com a cantora e guitarrista Patti Scialfa, mãe dos seus três filhos: Evan James, nascido em 1990, Jessica Ray, nascida em 1991 e Sam Ryan, nascido em 1994.

Em 2018 revelou que luta contra a depressão desde 1982 e que ainda não se sente completamente bem, tomando vários medicamentos para se manter equilibrado.

Discografia

1973 - Greetings from Asbury Park, N.J.
1973 - The Wild, the Innocent and the E Street Shuffle
1975 - Born to Run
1978 - Darkness on the Edge of Town
1980 - The River
1982 - Nebraska
1984 - Born in the U.S.A.
1987 - Tunnel of Love
1992 - Human Touch
1992 - Lucky Town
1995 - The Ghost of Tom Joad
2002 - The Rising
2005 - Devils & Dust
2006 - We Shall Overcome The Seeger Sessions
2007 - Magic
2009 - Working On a Dream
2010 - The Promise
2012 - Wrecking Ball
2014 - High Hopes
2019 - Western Stars

Álbuns ao vivo
1986 - Bruce Springsteen & the E Street Band Live/1975-85
1988 - Chimes of Freedom
1993 - In Concert/MTV Plugged
2001 - Bruce Springsteen & the E Street Band: Live In New York City
2006 - Hammersmith Odeon London '75
2007 - Bruce Springsteen with The Sessions Band: Live in Dublin
2010 - Bruce Springsteen & the E Street Band:London Calling Live in Hyde Park
2019 - Western Stars Songs From the Film

Vídeos

Leia Também

Deixe o seu comentário!