Levante a mão aqui, quem tem maos de 45 anos e NUNCA levantou um pouco mais cedo nos anos 80 pra assistir a Turma do Balão Mágico, que agitava as manhãs da garotada na TV? Ah, no programa de TV também tinha o personagem intergalático Fofão.

Simony, Jairzinho, Mike e Tob integravam o grupo musical infantil de maior sucesso nos anos 80, originário do programa Balão Mágico. Sucesso de vendas, audiência e público de 1982 a 1986, a "turma" lançou sucessos como "Superfantástico", "Amigos do peito", "Se enamora", "É tão lindo" e "Ursinho Pimpão".

Ao todo, foram cinco álbuns e dezenas de músicas marcantes, que qualquer quarentão ou até cinquentão de hoje ainda canta.

História

Em 1981, Simony Benelli Galasso, única integrante a ser considerada "líder" do Balão, apareceu no programa Raul Gil com apenas três anos de idade e encantou a platéia, sendo convidada mais tarde para iniciar o projeto do grupo.

Com apenas cinco anos, Simony fez par no primeiro LP com Vímerson Cavanillas, carinhosamente chamado de Tob, o segundo convidado do projeto. Nascia então "A Turma do Balão Mágico".

Pouco tempo depois, entraria o terceiro membro, Mike, que pouca gente sabe ou se lembra mas, era filho de um inglês famoso ladrão de trem postal da Inglaterra, que se refugiuou no Brasil. Ronald Biggs na época, foi sequestrado para o Caribe, e o seu filho, Michael (Mike) Biggs fez um apelo em rede nacional para trazerem seu pai de volta, comovendo o Brasil. Tomas Muñoz, produtor do Balão, chamou então o filho de Ronald que recebeu o carinhoso apelido de Mike.

Com os três garotos, a gravadora CBS lançou o disco, que vendeu mais de 1 milhão cópias. Quem comprava o LP, ganhava também uma máscara de palhaço como brinde. O Balão Mágico passou então a fazer uma série de shows pelo Brasil, acompanhados de uma gigantesca equipe técnica e palhaços circences.

Com o sucesso do primeiro álbum, Muñoz se encarregou de montar um segundo álbum, com repertório mais focado na escola, nos amigos e romance ingênuo. Grandes nomes da música brasileira foram chamados para participações especiais como Djavan (na faixa "Superfantástico"), Baby Consuelo (Juntos). Lançado em setembro de 1983, o disco bateu um recorde: Só na semana de Natal, o disco vendeu mais de 1 milhão de cópias. O sucesso foi tão grande que o Balão tinha ganhado um programa na Rede Globo (em Março de 1983). Também foi no Balão Mágico que Orival Pessini criou um personagem só para crianças e que até hoje é referência nacional para todas as idades, o inesquecível e saudoso Fofão, um ser alienígena e intergalático, mistura de homem, cachorro, porco, palhaço e ET. E isso era só o começo.

A chegada de Jairzinho

A Turma do Balão Mágico estava em programa de TV, com agenda lotada de shows e preparava-se para lançar um novo álbum. A gravadora procurava então, um novo integrante, para estrear junto à nova fase do Balão. Jair Oliveira, filho do cantor Jair Rodrigues fez uma apresentação na Itália junto ao pai e chamou a atenção da produção do programa. Na metade de 1983, Jairzinho juntava-se ao Balão.

Os integrantes da turma cresciam rápido e um álbum mais "adolescente" estava sendo preparado. Tob com 13 anos, Simony com 8, Mike com 10 e Jairzinho com idade similar precisaram se adaptar a nova fase. Para a grande aposta romântica do disco, foi gravada a música "Se Enamora", sucesso no exterior (El Amore). Com Tob e Simony como intérpretes principais, o disco teve 12 músicas e foi adicionado um teatrinho para montar como brinde. Em setembro de 1984, o terceiro álbum da Turma do Balão Mágico estreava. Para a maioria, o melhor álbum do grupo. O álbum bateu um novo recorde,e seus hits não paravam de tocar nas rádios e na TV. O Balão finalmente tinha alcançado sucesso absoluto, e reinava no público infantil/juvenil.

A saída de Tob

A gravadora Som Livre reuniu os maiores membros da MPB para uma gravação de um disco especial em comemoração ao estilo Balão, dentre eles o próprio Balão Mágico. No mesmo ano, Tob, então com 14 anos, passava por uma brusca mudança de voz, engrossando-a rapidamente.

Alcançando cada vez mais sucesso, o quarto LP começou a ser produzido. Mas no segundo semestre de 1985, devido à mudança de voz e ao crescimento do integrante, a CBS retira Tob do Balão e do programa da Globo, substituindo-o então por Ricardinho, um novo integrante de 10 anos que estreou no grupo. Com a baixa repentina e um LP em produção, Simony, Jairzinho, Mike e Ricardinho gravaram o 4º disco. O LP foi um sucesso comercial, com os brindes sendo um cheque para abrir uma poupança na Caixa e um carrossel para montar.

O fim do Balão

Apesar do sucesso em público e vendas, o Balão começou a perder o gás, tendo ainda que sofrer as consequências da nova formação. As vendas começaram a declinar, e, com os integrantes crescendo rapidamente, o ano de 1986 marcaria o fim da Turma do Balão Mágico.

Em março de 1986 Simony deixou a Rede Globo para assinar com a Rede Manchete, onde apresentaria seu programa solo de auditório, o Nave da Fantasia. Na mesma época Mike e Ricardinho decidiram deixar o grupo e também o programa de televisão. Com isso a emissora decidiu colocar fim no infantil, lançando o Xou da Xuxa em junho no horário, o programa foi apresentado três meses apenas por Fofão, Castrinho e a adesão de Ticiane Pinheiro, que vinha da Band, onde apresentava o o bem sucedido TV Criança. No lugar de Mike e Ricardinho entraram no grupo Luciana Benelli, prima de Simony que já participava do programa de televisão, e Luciana Mello, irmã de Jairzinho. O quinto e último álbum, A Turma do Balão Mágico foi lançado em outubro de 1986 junto com uma turnê que percorreu o Brasil até dezembro, quando o grupo acabou oficialmente.

A nova turma do Balão

Em 1988 surgia uma nova formação do grupo intitulada A Nova Turma do Balão Mágico, com as gêmeas Natanna e Tuanny (filhas da cantora Adriana) e Rodrigo, irmão de Vanessa, do grupo Trem da Alegria. O grupo fez sucesso, vendendo mais de 300.000 cópias no primeiro LP e mais de 250 mil com o segundo lançamento, de 1991, que trazia o sucesso "Quem não sabe assoviar", uma das canções mais famosas do grupo, além de "Amigo Planeta", "Bicho Ruim" e a lambada "Remexe-mexe".

A Nova Turma do Balão Mágico seguia a linha do Trem da Alegria, que estava no auge, com músicas mais juvenis, apesar do sucesso a CBS desistiu de manter o grupo que terminou as atividades em 1991.

Nova tentativa de emplacar uma velha receita

O apresentador Gugu (Augusto Liberato), então apresentando o programa Domingo Legal no SBT, lançou o projeto Galera do Balão. Gravaram um CD, com alguns clássicos da formação original como Superfantástico e Amigos do Peito, e participações de Kelly Key e Zezé di Camargo e Luciano. Mas as músicas não foram bem trabalhadas, e os cantores não empolgavam. O grupo terminava no mesmo ano, e o segundo CD nem foi lançado.

Um pequeno retorno do Balão oficial

Muitos fãs pediam a volta do grupo nas redes sociais, ao menos para uma turnê ou apresentação. Foi o que aconteceu em um “Domingão do Faustão” da TV Globo no ano de 2018. O programa infantil "Balão Mágico" completou 35 anos, em 7 de março de 2018. Os ex-integrantes da Turma do Balão Mágico, Mike, Tob e Simony sem Jair Oliveira, Castrinho, Fofão, Luciana e Ricardinho, voltaram a se apresentar juntos em abril de 2018, com várias aparições em programas de televisão, shows e festivais. Mas uma reunião definitiva não acontecerá.

Discografia

A Turma do Balão Mágico
1982 A Turma do Balão Mágico I
1983 A Turma do Balão Mágico II
1984 A Turma do Balão Mágico III
1985 A Turma do Balão Mágico IV
1986 A Turma do Balão Mágico V

A Nova Turma do Balão Mágico
1988 A Nova Turma do Balão Mágico
1990 A Turma do Balão Mágico

Leia Também

Deixe o seu comentário!