A banda de rock californiana Creedence Clearwater Revival foi formada por John Fogerty (guitarra e vocais principais), Tom Fogerty (guitarra), Stu Cook (baixo) e Doug Clifford (bateria), músicos que tocavam juntos desde 1959 em outras formações.

Amigos de escola, John Fogerty, Doug Clifford e Stu Cook formavam inicialmente o The Blue Velvets, com Tom Fogerty como vocalista, lançando três singles.

Passando por nomes como The Visions, The Golliwogs, a formação adotou oficialmente o nome Creedence Clearwater Revival em 1967, com o qual lançaram as primeiras gravações em 1968. O nome surgiu pela junção do nome de um amigo de Tom Fogerty, "Credence Newball", com 'Clearwater' tirado de um comercial de TV, após o retorno de John Fogerty e Doug Clifford do serviço militar. Ao nome de Credence, adicionaram um outro "e" para lembrar creed (crença, credo).

Em 1968 obtiveram o primeiro disco de ouro, com o álbum de estreia, "Creedence Clearwater Revival".

O segundo álbum, "Bayou Country", é lançado em janeiro de 1969 e ganha disco de platina. Lançados também o compacto "Proud Mary/Born on the Bayou", que além de ganhar disco de ouro lança o grupo para uma carreira mundial de sucesso. Em abril, são lançados os compactos "Bad Moon Rising/Lodi" e "Green River/Commotion" (do terceiro álbum), ambos recebem disco de ouro.

O terceiro disco, "Green River", lançado em agosto de 1969, também recebe disco de platina. O compacto "Down on the Corner/Fortunate Son" é lançado, quarto disco de ouro.

Em novembro de 1969 é lançado o quarto disco, "Willy and the Poor Boys", que também recebe disco de platina. A banda, logicamente, esteve presente no festival de Woodstock fazendo grande apresentação. O compacto "Travellin' Band/Who'll Stop the Rain" dá a banda o quinto disco de ouro, lançado em 1970. A banda começa sua primeira turnê pela Europa, fazendo também um enorme sucesso neste continente. O compacto "Up Around the Bend/Run Through the Jungle" também é disco de ouro.

Em julho de 1970 é lançado o disco de maior sucesso da banda, "Cosmo's Factory", que vende mais de três milhões de cópias, disco de platina portanto. O compacto "Lookin'Out My Back Door/Long as I Can See the Light" é lançado e também é disco de ouro. Ainda em 1970 é lançado o sexto disco "Pendulum", que também foi disco de platina, o quinto do grupo. O ambiente no grupo porém já não é dos melhores: dizem que Tom, Doug e Stu não concordam em serem apenas uma banda para John Fogerty.

Em 1971 é lançado o oitavo compacto disco de ouro: "Have You Ever Seen the Rain/Hey Tonight".

Separação e fim da banda

Em fevereiro de 1971 Tom Fogerty abandona o grupo para seguir carreira solo. Os outros decidem continuar como um trio, começando uma grande turnê pelos EUA e, logo em seguida, uma pela Europa. O compacto "Someday Never Comes / Tearin' Up the Country" é lançado, mas não faz o mesmo sucesso dos anteriores, sendo o único que não ganhou disco de ouro.

Em 1972 é lançado o último álbum, "Mardi Gras", que também ganha disco de ouro. Em 16 de outubro a gravadora Fantasy Records anuncia oficialmente o fim de Creedence Clearwater Revival.

Porém, em uma reunião, todos os membros da banda participaram das gravações do álbum solo de Tom Fogerty lançado em 1974, "Zephyr National".

Alguns encontros e vindas ao Brasil

A partir de 1995, reuniram-se eventualmente, para aparições em festivais. Stu Cook e Doug Clifford chegaram a montar uma banda chamada Creedence Clearwater Revisited que se apresentou tocando canções de seu grupo antigo. Com relação à formação original, faltam o vocalista e guitarrista John Fogerty e o guitarrista Tom Fogerty, seu irmão, que morreu em 1990.

No ano 2000, fizeram uma turnê pelo Brasil no Rio de Janeiro, em São Paulo, Curitiba e Belo Horizonte. Em 2006, passaram por Rio de Janeiro, Curitiba, Belo Horizonte, Bauru, São Paulo, Jaguariúna e Tubarão. Em 2010, apresentaram-se em Curitiba, Porto Alegre e São Paulo. Em 2011, houve outra turnê pelo Brasil, para motociclistas no Centro de Convenções Ulysses Guimarães em Brasília. Ainda em 2011, no mês de maio, houve a primeira turnê de John Fogerty pelo Brasil, com shows no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Belo Horizonte.

Ao longo da carreira, entre singles e álbuns, eles conquistaram nove discos de ouro e sete discos de platina, rendendo quase 30 milhões de discos vendidos apenas nos EUA. John Fogerty foi quem teve mais êxito em sua carreira solo.

Discografia

1968 - Creedence Clearwater Revival
1969 - Bayou Country
1969 - Green River
1969 - Willy and the Poor Boys
1970 - Cosmo's Factory
1970 - Pendulum
1972 - Mardi Gras

Vídeos

Leia Também

Deixe o seu comentário!