Com boa presença de palco, o cantor Mick Hucknall, conhecido pelos cacheados cabelos vermelhos é o líder da banda Simply Red.

O local de origem é Manchester, na Inglaterra. Já são mais de 40 anos de carreira com sucessos ao estilo soul-pop britânico como "Holding Back the Years", "Come to My Aid", "Stars", "For Your Babies", "Fairground", vendendo mais 170 milhões de cópias em todo o mundo.

História

Era o ano de 1976, e o estudante de arte Mick Hucknall era um dos poucos fãs de música jovens presentes, juntamente com Mark E. Smith, do The Fall, bem como membros originais das bandas Joy Division, The Smiths e Buzzcocks. A primeira encarnação da banda foi um grupo de punk rock chamado The Frantic Elevators, cujos sete anos de execução produziu poucas coisas por selos locais e terminou em 1984.

Através de Elliot Rashman, empresário e amigo de Hucknall, os garotos conseguiram um contrato com a gravadora Elektra Records em 1985. O grupo adotou o nome "Red" (após o apelido de Hucknall, denotando a sua cor de cabelo), mas, em seguida, Hucknall decidiu que soaria melhor com a adição da palavra "Simply".

O Simply Red surgiu então com Mick Hucknall (vocais), David Fryman (guitarra), Tony Bowers (baixo), Fritz McIntyre (teclado e vocal), Tim Kellett (metais e backing vocals) e Chris Joyce (bateria).

No mesmo ano lançam o compacto de estréia, "Money's Too Tight (to Mention)", que foi 13º lugar no Reino Unido e o primeiro álbum, "Picture Book". Mas, o grande êxito acontece somente um ano depois com lançamento de "Holding back the Years" nos Estados Unidos, que alcançou o topo da Billboard. Nesse período fizeram uma apresentação no Festival de Jazz de Montreux de 1986.

Em 1987, depois de lançar "Men and Women", começam as mudanças na formação do grupo que passou a ser constante. A primeira substituição foi Aziz Ibrahim, futuro membro do The Stone Roses, no lugar de Sylvan Richardson para a turnê de divulgação desse disco que teve no roteiro uma apresentação pela primeira vez no Brasil no Festival Hollywood Rock de 1988.

"A New Flame" de 1989 foi o primeiro trabalho da banda a ser número um no Reino Unido, devido em grande parte a canção "If You Don't Know Me By Now" que alcançou o lugar mais alto da Billboard e rendeu um prêmio Grammy de melhor Rhythm and Blues para a grupo em 1990. Antes da produção do disco houve nova mudança no posto de guitarrista que passou a ser do brasileiro Heitor Teixeira Pereira.

Com o lançamento de "Stars" em setembro de 1991, um álbum com todas as composições originais, o Simply Red alcançou seu maior sucesso comercial, vendendo mais de nove milhões de cópias e recebendo vários prêmios como melhor álbum do BRIT Awards e World Music Awards. Na gravação das músicas, Chris Joyce e Tony Bowers são substituídos pelo japonês Gota Yashiki e Shaun Ward, respectivamente; além disso, o saxofonista Ian Kirkham, que vinha participando dos trabalhos do grupo desde o segundo disco, passa a ser membro oficial. A banda aproveitou a oportunidade para começar uma grande turnê mundial que tem como destaques uma apresentação em 1992 no Festival de Jazz de Montreux, um concerto em Hamburgo registrado no vídeo A Starry Night With Simply Red e mais uma atuação no Brasil no Festival Hollywood Rock em 1993.

Com mais uma baixa, a de Kellett, o Simply Red, oficialmente, era Hucknall, McIntyre, Kirkham e Heitor T.P. para a gravação de "Life" em 1995. Para suprir os músicos, houve a participação de artistas importantes como Sly Dunbar, Robert Shakespeare e Bootsy Collins. O álbum foi bem-sucedido no Reino Unido, junto com a faixa "Fairground", primeiro single número um naquele país. No final da LifeTour, McIntyre e Heitor T.P. deixam a banda, que passa a funcionar como uma carreira solo de Mick Hucknall.

Em 1998, o japonês Gota estava de volta para produzir o próximo álbum de estúdio, "Blue". Nesse período o Simply Red fez poucas apresentações ao vivo.

Para gerenciar as gravações, turnês e outros trabalhos da banda, Hucknall e seus empresários, Andy Dodd e Ian Grenfell, criaram a marca simplyred.com em 2002. O primeiro álbum desse selo foi "Home", que tornou-se o álbum independente mais vendido da história.

O fim?

Em 2009, o grupo anunciou que sua próxima turnê seria a de despedida ("Farewell, The Final Tour") e em 19 de Dezembro de 2010, fez o último show da turnê que foi realizado na O2 Arena em Londres, Inglaterra.

O retorno!

Em 2015, para celebrar o 30º aniversário da edição do primeiro álbum, divulgam datas de shows na Europa e anunciam o lançamento de um novo álbum de originais, o 11º na carreira, "Big Love", que saiu para as lojas tendo "Shine On", como single de apresentação.

Em agosto de 2019, o Simply Red lança o single "Thinking of you" nas plataformas digitais e em novembro é lançado "Blue Eyed Soul", o décimo segundo álbum da carreira.


Discografia

1985 – Picture Book
1987 – Men and Women
1989 – A New Flame
1991 – Stars
1995 – Life
1996 – Greatest Hits
1998 – Blue
1999 – Love and the Russian Winter
2000 – It's Only love
2003 – Home
2005 – Run It Red
2005 – Simplified
2007 – Stay
2008 - 25: The Greatest Hits
2010 - Songs of Love
2012 - Live at Montreux 2003
2015 - Big Love
2019 - Blue Eyed Soul

Leia Também

Deixe o seu comentário!