Os músicos Rogério da Silva e Sérgio Gregolin, dos grupos Chasque e Eco das Coxilhas, respectivamente, participaram do programa Fim de Expediente desta quarta-feira, 12, e voltaram a contestar as declarações do secretário de Turismo e Cultura de Farroupilha, Francis Casali, sobre as contratações artísticas da Semana Farroupilha no município.

Gregolin criticou a manifestação de Casali quando respondeu as denúncias realizadas por um grupo de músicos que não está participando da programação do evento. “O secretário perdeu a oportunidade de ter ficado quieto”, destacou.

Silva também pediu uma fiscalização nos contratos com estes grupos para que não ocorra diferença de valores entre os municípios. Eles exemplificaram que o cachê de uma determinada banda que irá se apresentar em Flores da Cunha será de R$ 7 mil e em Farroupilha R$ 12 mil.

A Semana Farroupilha ocorre no município a partir desta sexta-feira, 13, no Largo Carlos Fetter.

OUÇA A ENTREVISTA NO ÁUDIO ABAIXO

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!