A prefeitura de Farroupilha deixou de gastar R$ 17 milhões ao longo de três anos desde a criação do Observatório Social em 2017. Os números foram apresentados no relatório do último quadrimestre de 2020. Segundo o coordenador da entidade, Guilherme Pereira, além disso, houve uma economia direta de R$ 4 milhões durante o período.

Pereira destacou que foram analisados 95 processos licitatórios, o que representa 92% das licitações do poder público municipal nos últimos quatro meses. “Nesse último quadrimestre não tivemos nada em termos de economicidade, mesmo assim a gente continuou acompanhando todas licitações da prefeitura”, salientou.

O coordenador do Observatório Social comentou que uma das próximas ações da entidade é acompanhar os gastos da Câmara de Vereadores. Outro projeto que a entidade fará em parceria com a prefeitura é um curso para empresas do município com o objetivo de ensinar os empreendimentos a participar de licitações. Assim, haverá uma participação maior de farroupilhenses neste tipo de processo.

OUÇA O ÁUDIO ABAIXO 

Áudios

Leia Também

Deixe o seu comentário!