Sempre atento ás contas municipais e aos índices de desenvolvimento, o ex secretário das Finanças, Jonas Tomazini voltou a demonstrar preocupação com atual momento econômico de Farroupilha. Segundo ele o município está "se arrastando" e gerando menos emprego. Para 2015, o peemedebista aposta em um orçamento bastante apertado que deve prejudicar nos serviços prestados a população. Logo após as declarações, reproduzidas no Panorama desta quarta-feira, o vice-prefeito Pedro Pedroso entrou em contato e defendeu a política econômica adotada pela administração atual. De acordo com Pedroso, as falas "são meias verdades" e não é possível olhar para o cenário brasileiro e isolar Farroupilha da retração. 

Ainda no contato com o vice-prefeito, Pedroso utilizou do exemplo do governo do Estado, de mesmo partido de Jonas, para justificar o aperto nas contas. Ao finalizar Pedroso chegou a questionar o orçamento recebido na troca de gestão. Segundo ele, Jonas Tomazini se equivocou em R$ 20 milhões quando previu os gastos de 2013. 

As entrevistas na íntegra você confere abaixo. 

Áudios

Deixe o seu comentário!